Gaita de boca – O que é

A gaita, também chamada de harmônica ou gaita de boca, é um instrumento com as mesmas características de qualquer outro, pois permite tocar notas musicais, acordes, etc.

Já me deparei com diversos alunos falando que queriam aprender a tocar gaita, motivados e ansiosos para tocar como Bob Dylan, Alanis Morissette, Bono Vox, Humberto Gessinger, entre outros.

Mas a arte de tocar gaita não se resume a soprar ou aspirar de qualquer maneira, como os “gaitistas” mencionados acima. Existem técnicas, embocadura e muitos outros detalhes a serem aprendidos.

Se você está lendo este texto, saiba que poderá tocar muito mais que todos estes juntos! Ou melhor, saiba que você aprenderá a tocar gaita de verdade e sem nenhum segredo nesse tópico! Então vamos lá…

Popularmente, temos dois tipos de gaita: a gaita diatônica e a gaita cromática.

A gaita diatônica é aquela vendida por tons (gaita em Sol, em Mi, etc.). Já a gaita cromática de 64 vozes é vendida com apenas um tom (dó maior) e pode produzir qualquer outro tom graças a sua chave.

O ideal para o iniciante é começar com a gaita diatônica e depois passar para a gaita cromática. Mais para frente explicarei o motivo.

Como escolher sua primeira gaita de boca

Apenas recapitulando, na gaita diatônica faltam algumas notas e existem muitos efeitos a serem aprendidos, enquanto na gaita cromática você encontrará todas as notas prontinhas e seus acidentes(basta acionar a chave lateral para executá-los). Ou seja, se você aprender a tocar primeiro na gaita cromática, quando for tocar na gaita diatônica terá que reaprender. Agora, se for o contrário, bastará se adaptar. Além disso, para tocar na gaita cromática você precisará de um conhecimento maior de teoria musical. Por isso vamos começar a falar da gaita diatônica.

A gaita diatônica é vendida por tons, por isso que você vê por aí gaitistas profissionais com maletinhas cheias de gaitas.

A gaita em dó vem com sua escala (dó maior) já pronta (C D E F G A B C), a gaita em sol vem com a escala de sol maior (G A B C D E F# G) e por ai vai.

Ok, então qual tom começar a comprar?

O ideal é começar pela gaita em Dó maior (C), não por ela ter a escala mais “fácil”, mas sim porque ela é uma gaita de som “mediano”, que não é nem muito agudo nem muito grave.  As gaitas em D, E e F são gaitas muito agudas e as gaitas em B, G e A são muito graves.

Se você começar com uma gaita aguda, será mais fácil de aprender os efeitos, porém não conseguirá passar facilmente para uma gaita mais grave. Já se começar com a gaita grave, poderá sentir falta de ar e com isso desanimar. Começando com a gaita mediana, esses problemas ficam reduzidos, pois é mais intuitivo se adaptar às outras alturas partindo da mediana.

Bacana, já sabemos então o porquê devemos começar com uma gaita diatônica em dó maior. Mas e agora, qual marca comprar?

Podemos optar por marcas nacionais ou importadas. Conheça abaixo algumas delas:

Nacionais:

Gaita Hering

Gaita Bends

Obs: A gaita da Bends não é mais fabricada, porém ainda é possível encontrá-la em algumas lojas.

Gaitas Importadas

Alguns exemplos de gaitas importadas são: Hohner, Suzuki, Lee Oskar, Dolphin (mostrarei uma ilustração de cada uma nessa ordem):

 

Bem, cada marca apresentada aqui possui vários modelos para iniciantes, intermediários e profissionais. Sugiro que você pesquise preços e informações para definir qual modelo se encaixa melhor no seu bolso. Apenas saiba que as gaitas mais baratas (para iniciantes) costumam não ter uma boa vedação, e isso dificulta a execução de algumas técnicas, podendo, em alguns casos, quebrar ou desafinar sua gaita devido o sopro forte, errado.

Ressalto que você não precisa ter preconceito com as marcas nacionais, pois também são excelentes.

Na próxima matéria, mostrarei um pouco dos modelos disponíveis no mercado para lhe ajudar ainda mais na sua escolha; e, logo a seguir, entraremos nas técnicas! Estamos preparando também um curso exclusivo, confira aqui.

Por Rodrigo Brasileiro

http://www.youtube.com/gaitistarb

Fonte: http://www.descomplicandoamusica.com/gaita-de-boca/

P: Será que a Super 20 da Hering é boa?

R: A Free Blues, Super 20 e Master Blues são da mesma linha, a diferença é no processo de afinação. A Free Blues é afinada apenas uma vez, enquanto os outros modelos são revisadas as afinações varias vezes. Quer uma dica, compre logo uma Hohner ou uma Lee Oscar, são gaitas de ótima qualidade e demoram a desafinar, apesar do preço ser elevado a gaita vai ter uma vida útil maior.

http://forum.cifraclub.com.br/forum/5/105187/

P: Dá pra solar músicas com a gaita diatônica ou vão faltar notas e aí nesse caso preciso de uma cromática mesmo? E se sim, a cromática em C 48 vozes seria suficiente pra tocar qualquer música?

R: Dá sim, porém tem que estar dominando a técnica de bend e as notas não soarão 100% limpas devido à técnica. Se o que estiver pensando em solar for algo mais complexo, a cromática é ideal. Eu particularmente prefiro a de 48 mesmo. Com ela conseguirá tocar qualquer música. Exceto algumas músicas que, por exemplo, seja necessário fazer um B ou A grave. Na de 48 precisará começar a música uma oitava acima para conseguir atingir essa nota. Mas isso não é comum.

P: Muito bom, vou começar a praticar, talvez eu compre um estojo já com as 6 gaitas, estou pensando em pegar uma da Hering. Qual o melhor modelo com um preço intermediário e que não vou ter problemas nas execuções?

R: Uma gaita com bom custo x beneficio é a Super 20 da Hering.

Comentários do vídeo em https://www.youtube.com/watch?v=QISiM0ERpNs

Anúncios